Automações em Coleções

Automações em Coleções

O gerenciamento dos ambientes de coleções é um requisito fundamental para a conservação de obras de artes e antiguidades. Consiste em uma série de medidas, como por exemplo, o correto controle da temperatura, controle da umidade e segurança.

“Quando o microclima onde são mantidos é instável, muitos objetos se deterioram com rapidez, porque suas margens de tolerância e capacidade de adaptação climática são bem menores que as dos seres humanos (ORESZCZYN apud GCI 2007, p. 28).”

Para um bom gerenciamento de coleções de artes há necessidade de:

  • Instalação correta de umidificadores e desumidificadores (aquecimento umidostático);
  • Prevenção de danos relacionados às interferências externas, bem como a poluição e infestação de pragas;
  • Projeto Luminotécnico adequado às necessidades de cada obra;
  • Projeto de segurança Patrimonial com estudo prévio e minucioso do local a ser protegido e a correta integração dos sistemas de controle de acesso. Biometria, sensores de presença e ativos, circuitos fechados de Televisão (CFTV), alarmes, além do suporte humano são exemplos do que se pode constituir cada concepção específica de plano.
  • Catalogação digital, com software para automação das informações, reduzindo custos de armazenamento, facilitando a identificação e busca pelas obras, além da disseminação das informações, como um banco de dados e buscas, preservando assim, a memória e a cultura onde as obras se inserem.